• Canil Best Border Collie

Você e seu Border Collie têm personalidades parecidas?

A ideia de que os cães se parecem com seus donos realmente tem algum mérito: pesquisas mostram que as pessoas tendem a escolher cachorros que compartilhem de suas características físicas, de maneiras óbvias ou sutis. As pessoas com excesso de peso são mais propensas a ter cães grosseiros, por exemplo, mas mesmo uma coisa tão pequena quanto a forma dos olhos pode ser um fator determinante. Nós somos estimulados, em outras palavras, a escolher animais de estimação que nos lembram de nós mesmos.


E novas pesquisas mostram que a aparência não é a única coisa que compartilhamos com nossos amigos caninos. Os pesquisadores de comportamento animal (e os donos de animais de estimação) sabem há muito tempo que os cães sentem tudo o que nós sentimos - eles podem perceber quando as coisas em sua casa estão tensas ou quando seus donos estão tristes. Mas de acordo com um estudo publicado recentemente na revista PLOS (Public Library of Science) e destacado pela BBC, essa sensibilidade significa que os cães muitas vezes também acabam adquirindo elementos de nossas personalidades.



Os autores da pesquisa recrutaram 132 cães e seus donos, monitorando o estresse de cada membro do par usando testes comportamentais (observando como eles reagiram a ameaças percebidas no laboratório) e marcadores físicos (como amostras de frequência cardíaca e saliva para detectar o hormônio do estresse, o cortisol). Cada um dos voluntários humanos também preencheu uma pesquisa para medir os traços principais de sua personalidade, entre eles conveniência, neuroticismo, extroversão, consciência e compreensão – e preencheram um questionário semelhante sobre a personalidade de seus animais de estimação.


O resultado: quanto mais ansioso e neurótico o proprietário, descobriram os pesquisadores, mais provável era que o cão compartilhasse os mesmos traços. Por outro lado, os cachorros mais tranquilos, eram mais propensos a pertencer a proprietários mais relaxados.


Em outro estudo realizado pela Universidade de Bath Spa, na Inglaterra, foi indicado que é possível compreender a personalidade de uma pessoa, apenas considerando a raça de seu cão de estimação.


A universidade dividiu os animais em sete grupos, sendo eles: cães farejadores, cães de caça, cães de pastoreio, cães de terra, cães de companhia, cães utilitários e cães de guarda. Entre esses exemplos, foram citados os cães da raça Border Collie (pastoreio), que, de acordo com os pesquisadores, representam pessoas extrovertidas, ativas e expansivas que gostam de atividades físicas e de liberdade, criando assim, conexões mais fortes e fiéis entre o par.


“Proprietários e cães são díades sociais [um grupo de dois], e influenciam o enfrentamento do estresse”, disse a autora principal Iris Schoberl, pesquisadora de comportamento animal da Universidade de Viena, à BBC. Os autores do estudo argumentaram que a metade humana do par provavelmente era mais influente do que o cão. Em outras palavras, somos mais propensos a transmitir nossos próprios traços aos nossos cães, do que adotar o deles. Alguma coisa para pensar quando você está treinando seu cão, ou apenas tentando aliviar seus nervos: a melhor maneira de ter um animal de estimação calmo e feliz pode ser o exemplo que você dá a ele.

WhatsApp-icone.png